A apenas 145 km de Cuiabá/MT, Jaciara é conhecida na região como a Capital dos Esportes Radicais. E a fama faz todo o sentido. Repleta de grutas, cachoeiras e corredeiras, atrai adeptos do rafting e do rapel que chegam à cidadezinha de 30 mil habitantes em busca de adrenalina.

Conheci dois pontos turísticos na cidade, e acredite, tem muita coisa boa:

Cachoeira da Fumaça: Com uma queda de 30 metros e um grande volume de água, ela se impõe em meio à natureza. Alguns corajosos, que gostam de muita adrenalina, encaram descer de rapel por uma queda lateral, para logo depois, embarcarem em um bote e enfrentarem as corredeiras do Rio Tenente Amaral.

Cachoeira da Mulata: A cachoeira é formada pelo córrego da Mulata e tem aproximadamente 25 metros de queda d’água. Também é utilizada para a prática de rapel pelas agências locais. Por estar localizada próxima a cidade, apenas 15 km do centro, tornou-se a principal área de lazer dos moradores.

Fora da água também há muito para ver e fazer em Jaciara. A 15 km do centro, na fazenda Castanheira, fica o Sítio Arqueológico Vale das Perdidas, repleto de pinturas rupestres que remetem a inscrições datadas há mais de 3 mil anos.  Já na Fazenda Vertente, a 60 km, a atração é a Caverna que Chora. Dividida em várias galerias e salões de arenito, guarda uma surpresa no último salão: uma pequena cachoeira que forma uma banheira natural, apelidada de Cachoeira do Amor. 

Bora mototuristar? Descubra Mato Grosso!

 

 

Juscimeira é uma pequena cidade que está localizada a 170 km da capital Cuiabá-MT e a 56,8 km de Rondonópolis-MT. A pequena cidade é conhecida como cidade de primeira, porque se engatar a segunda a cidade já acaba. Ela possui um grande presente da natureza, a Cachoeira do Prata, localizada a 14 km da BR-163.

A Cachoeira do Prata possui uma beleza ímpar com uma grande queda d’água de 30 metros de altura, com fortes corredeiras e piscinas naturais. Para se molhar não é necessário entrar na água, basta ficar de frente para cachoeira a uma distância de 50 metros que as fortes quedas d’água podem ser consideradas um umidificador natural. Vindo de Rondonópolis a o entrar na cidade, do lado esquerdo tem um posto de combustível que possui uma rua lateral que leva até a cachoeira. A estrada possui várias placas que direcionam o percurso, pela estrada não pavimentada, passando por uma ponte de cimento e 3 pequenas pontes de madeira.

Se for visitar, melhor ir preparado levando água, comida, bebida, boia, colete salva-vidas, bola, protetor solar, sacola de lixo entre outros. E não esqueça de antes de ir embora, recolher todo lixo gerado, e leve com você até encontrar um local adequado para depositá-lo.O local pertence a uma propriedade particular, aberto ao público, não se paga para entrar, porém não existe estrutura nenhuma, como banheiro, bares e restaurante. Para os mais aventureiros, dá para acampar em frente ao rio.

A Cachoeira do Prata é um ótimo lugar para mototuristar!